Posts recentes

História ou Lenda

Deixei lá a minha alma!

O ORÇAMENTO PARA GÉNIOS

O PODER DA OPINIÃO

A POBREZA

A ilusão do sonho ...

As Religiões e Deus

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

As Torres Gêmeas

Casa Pia

Arquivos

Abril 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Tempo sem tempo

 

TEMPO SEM TEMPO
 
Estou à frente do meu tempo
Estarei a alucinar
No meu momento o tempo
Vagueia ao luar
 
Neste tempo estou sem tempo
Mas a exaustão do momento
O discernimento do tempo
O momento está sem tempo
 
É na galáxia do tempo
No tempo sem sofrimento
E no momento que o tempo
Se esgota a qualquer momento
 
No tempo que o tempo tinha
Agora o tempo não tem
O tempo limita o tempo
Não tem tempo mais além
 
Procuro dentro do tempo
O tempo só tempo tem
Mas o tempo deste tempo
Pois o tempo esgota também
 
Mas o tempo tempo passa
O momento passa também
Porque o tempo esgota o tempo
Num futuro que o tempo não tem
 
Luís Pragana
22-06-2009
 
 
publicado por Lausinho às 15:26
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Sempre a assapar...

blogs SAPO

subscrever feeds