Posts recentes

História ou Lenda

Deixei lá a minha alma!

O ORÇAMENTO PARA GÉNIOS

O PODER DA OPINIÃO

A POBREZA

A ilusão do sonho ...

As Religiões e Deus

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

As Torres Gêmeas

Casa Pia

Arquivos

Abril 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Terça-feira, 5 de Agosto de 2008

Calor efervescente

 

CALOR EFERVESCENTE
 
Cheio de calor estava a olhar o mar
De repente senti uns arrepios
Passam hormonas a saltar
Até causam calafrios
 
As brasas andam por aí
Com os corpos a escaldar
E ao vê-las os meus olhos
Põem-me o corpo a saltitar
 
Não posso ficar indiferente
Quem não gosta de apreciar
A imaginação fica fértil
Como é bom poder olhar
 
O calor é mesmo assim
Ficam as hormonas activadas
As fêmeas andam à solta
Em ondas descontroladas
 
O amor e como sol
Aquece com o calor
Mas gela quando arrefece
Por vezes causando dor
 
A arte de amar
Acontece num repente
Ficamos apaixonados
Com uma paixão ardente
 
O amor anda no ar
Está pronto a poisar
Um calor efervescente
Assenta onde a chama o levar
 
Luís Pragana
05-08-2008
publicado por Lausinho às 16:23
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Sempre a assapar...

blogs SAPO

subscrever feeds