Posts recentes

História ou Lenda

Deixei lá a minha alma!

O ORÇAMENTO PARA GÉNIOS

O PODER DA OPINIÃO

A POBREZA

A ilusão do sonho ...

As Religiões e Deus

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

As Torres Gêmeas

Casa Pia

Arquivos

Abril 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Segunda-feira, 19 de Novembro de 2007

O idoso

O IDOSO
 
O idoso é como um livro aberto
Com ele só temos a aprender
Traz a sabedoria do tempo
Da era que o viu florescer
 
Mas são tratados como mercadoria
Com defeito ou já fora de prazo
São o estorvo para as famílias
E muitos andam ao acaso
 
Desiludidos e desmotivados
Doentes e maltratados
Vagueiam ai pelas ruas
Nem levantam os olhos coitados
 
Deram tudo pelos seus filhos
Neste pais que os maltrata
Vivem num sofrimento infeliz
Num país que aos poucos os mata
 
Esta insatisfação que sentem
Como um peça desgastada
A impotência de chegar aqui
Com uma reforma que não vale nada
 
Não passam de um peso morto
E já fartos de sofrer
Muitos têm se suicidado
E outros só pensam em desaparecer
 
Felizmente para alguns
Os filhos jamais os vão abandonar
Estão enraizados nas famílias
E têm os netos para ajudar a criar
 
Luís Pragana
19-11-2007
publicado por Lausinho às 10:11
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
blogs SAPO

subscrever feeds