Posts recentes

História ou Lenda

Deixei lá a minha alma!

O ORÇAMENTO PARA GÉNIOS

O PODER DA OPINIÃO

A POBREZA

A ilusão do sonho ...

As Religiões e Deus

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

As Torres Gêmeas

Casa Pia

Arquivos

Abril 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Tempo

Weather Forecast
Local Contractor Lists in All States of US
Local Contractors
Quinta-feira, 23 de Setembro de 2010

A POBREZA

 

Somos todos iguais

Foi que nos ensinaram em pequenos

Crescemos ouvindo esta retórica

Havendo uns mais iguais que outros nunca percebemos

 

Só que os pequenos cresceram

Ou onde andas igualdade

Uns enchem bem a barriga

Outros andam na mendicidade

 

Porque meu deus? Porque?

Para que serve a pobreza

Sei que querendo tu podias

Por comida em qualquer mesa

 

Como podemos acreditar num Deus

Que pactua nesta desigualdade

E que toda a vida ouvi

Ser Sr. da fartura e da felicidade

 

Esse sim na nossa mente

Sempre foi um Deus bondoso

Ajudando tanto o pobre

Como o ser todo-poderoso

 

Mas infelizmente não é

As desigualdades cada vez são mais

Com tanta miséria no mundo

Não queremos esse Deus nunca jamais

 

O mundo já está muito viciado

Só assim se pode compreender

Que 40% são tão ricos

E os outros a pobreza acaba por os absorver

 

LUÍS PRAGANA

17-12-2009

publicado por Lausinho às 15:29
link do post | comentar | favorito

A ilusão do sonho

 

 

Sei que um dia quem sabe

Não será breve talvez

Estas palavras escritas por mim

Sejam editadas em português

 

Não passo de um sonhador

Mas quem não sonha não vive

Só que eu como escrivão

Penso naquilo que nunca tive

 

Sonhar faz parte da vida

Que seria da nossa vida sem sonhos

Sonhar dá alento e energia

Mas por vezes são enfadonhos

 

Já sonhei com imensas coisas

Algumas já realizei

Mas o tempo vai passando

E tenho alguns que nunca concretizei

 

Só que passo a vida a sonhar

A mente leva a minha ilusão

Ando sempre a navegar

Sinto que o sonho me dá razão

 

Vou emergindo nos sonhos

E levo a minha imaginação

Um dia sei que alguém

Me vai arranjar uma solução

 

Se não se realizar este meu sonho

Não faz mal, talvez na próxima vida

Quem sabe porque não

 O sonho comanda a vida e fico com esta ilusão

 

Luís Pragana

24-11-2009

 

 

publicado por Lausinho às 15:21
link do post | comentar | favorito

As Religiões e Deus

 

Só existe um, mas as crenças

não param de crescer

E aqueles que o mataram

Vêm agora o defender

 

As religiões actuam

Como de máfia se tratassem

Quem entra já não sai

Só se pensar em matar- se

 

As religiões mesmo a católica

São autênticas máquinas de ganhar

Têm lucros fabulosos

Dos crentes que continuam a sugar

 

O fanatismo religioso

Vem nos mostrando ao longo dos séculos

Que para manter a sua crença

Tudo têm feito para a preservar

 

Em nome de Cristo fizeram-se torturas

Já houve massacres e holocaustos

Fogueiras e prisões

E Deus começa a estar farto destas loucuras

 

Quando eu era um miúdo

Tinha até medo de crescer

Para os padres brincar era pecado

Se não fossemos bonzinhos para o inferno íamos ter

 

Mas com o passar do tempo

Comecei a entender

 Que a final o inferno

Era como se fossemos obrigados a crescer

 

É por isso que os crentes

Se foram pouco a pouco afastando

Por culpa da hipocrisia da igreja

Que ao longo dos tempos nos foram ensinando

 

Afinal o nosso Deus

Não será assim tão virtuoso

Apregoando o amor

Quando ele também é defeituoso

 

Se queria que todos os seres

Vivessem em comunhão

Porque mandou tantos com defeitos

Só para criar confusão

 

Porque não arranja uma máquina

Agora que o mundo esta electrizado

Manda regressar os defeituosos

Para os reprogramar e ficarem mais actualizados

 

Já se passaram milhares de anos

Nem tudo saiu na perfeição

Mas agora esta tudo a piorar

Faz falta outra humanização

 

Falam da bíblia como se fosse perfeita

Mas ela foi feita pelos homens

Cada um conta à sua maneira

Acreditar nela cegamente é uma asneira

 

Luís Pragana

07-11-2009

publicado por Lausinho às 15:10
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 21 de Setembro de 2010

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

 

Era uma vez um Coelho

Que andava em busca da pegada

Ia dando uns passinhos

Com o povo não se importava

 

Mas ele anda por ai

Passo a passo continua a marcar

De trabalho não quer nem saber

Só a constituição parece interessar

 

Oh como o tempo é hipócrita

E o Passos não tem solução

Para os problemas do país

Com ele só mudando a constituição

 

Não serão estes os Passos que o levam lá

Senão der rumo à pegada

Nem todos os Passos chegarão

Para o safar desta argolada

 

Com este Sr. Dos Passos

Não chegamos a lado nenhum

Nem com todos os Coelhos do mundo

Convencerão um cidadão comum

 

Já foi tempo que o cidadão

Acreditava em milagres

E não é este Coelho dos Passos

Que vai passar por cá e deixar saudades

 

Luís Pragana

21-09-2010

 

 

 

 

publicado por Lausinho às 18:39
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Setembro de 2010

As Torres Gêmeas

As Torres Gémeas

 

O mundo não esqueceu

As vitimas que faleceram

Hoje esse lugar é sagrado

Mas as mentalidades ainda tremeram

 

Os mortos já cá não vêm

A memória está viva, não desapareceu

As torres evaporaram-se

Mas o local prevaleceu

 

Esta tragédia enorme

Jamais se esquecerá

E ao assinalar a data

 as vitimas andam por lá

 

É dia de orações

A América parou a orar

Não esquecendo as vitimas

O sítio está lá para recordar

 

Mas o terrorismo continua activo

O mundo não pode esquecer

Porque a todo e a qualquer momento

Outra tragédia pode acontecer

 

A todos os que faleceram Paz à sua alma

 

Luís Pragana

11-09-2010

 

publicado por Lausinho às 16:10
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Sempre a assapar...

blogs SAPO

subscrever feeds