Posts recentes

História ou Lenda

Deixei lá a minha alma!

O ORÇAMENTO PARA GÉNIOS

O PODER DA OPINIÃO

A POBREZA

A ilusão do sonho ...

As Religiões e Deus

O COELHO DA CONSTITUIÇÃO

As Torres Gêmeas

Casa Pia

Arquivos

Abril 2011

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Junho 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Quarta-feira, 26 de Novembro de 2008

O futuro está assegurado

 

O FUTURO ESTÁ ASSEGURADO
 
Para que ninguém fique com duvidas
Do que o senhor engenheiro é capaz
Depois de vender o Magalhães
Arranjou outro negócio ainda mais audaz
 
Assinou um contrato com a Renault/Nissan
Que muito vai dar que falar
O nosso país vai ser um pólo
Para os automóveis do futuro testar
 
Futurista e audacioso
Mas um vendedor nato e ambicioso
Num país sem ideias
Este investimento acaba por ser vantajoso
 
A era socratiana no futuro será lembrada
Ficara na história portuguesa
Como o Magalhães foi vendido ao mundo
E as novas tecnologias alternativas foram lançadas
 
Luís Pragana
26-11-2008
 
 
 
publicado por Lausinho às 16:51
link do post | comentar | favorito

O Vazio

 

O VAZIO
 
Portugal começa a cair no vazio
Sem ideias e sem conteúdos
Há uma falta de carácter
E o cidadão já há muito anda perdido
 
Os políticos são todos virgens
Não assumindo responsabilidades
Não passam de uns farsantes malabaristas
Assumindo cargos sem responsabilidade
 
Se não acreditam olhem par o BPN
Teve administradores incompetentes
Estavam lá só para sacar
Agora gritam aos 4 ventos que estão inocentes
 
Mas todos os dias é escândalo e mais escândalo
Por onde estes rapazes têm passado
Prejudicam o nosso país
Mas depois os próprios governos têm-nos ignorado
 
Por isso o país está como está
É um clube de gente bem formada
Que têm roubado este país constantemente
Desviando milhões à descarada
 
Estes rapazes são gente fina das elites que governam o país
Até quando são presos têm tratamento diferente
Não se misturando com escória
Pois roubos destes não são para toda a gente
 
São poderosos e o dinheiro não falta
Sentem-se até todos babosos
Pertence ao clube da ribalta
Onde só entram gulosos
 
A moral e os bons costumes
Com os idealistas morreu
Já não há políticos com carácter
Por isso a nossa democracia adoeceu
 
O país sofre de um vazio profundo
Nada do que apregoam, fazem
Não dá para viver assim
O país precisa de gente séria para fazer uma viragem
 
Luís Pragana
26-11-2008
 
publicado por Lausinho às 16:40
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Novembro de 2008

As árvores raras do BPN

 

AS ÁRVORES RARAS
DO BPN
 
Neste paraíso encantado que é nosso
Onde até as arvores sabem roubar
Há loureiros que se vão safando
E oliveiras que passam anos a depenar
 
Nesta estranha floresta mediterrânica
Portugal é detentor destas espécies
São árvores raras que tudo comem
E depois de cheias desaparecem
 
O oliveira casta antiga
Passou anos a germinar
Foi estendendo os ramos
Para outros jardins começar a sugar
 
O loureiro é uma árvore robusta
Esteve bastante tempo no lugar
Sugou a seiva enquanto pode
Saiu quando a fonte começou a secar
 
Mas estas espécies malignas deram rebentos
Que este jardim acabaram de rapar
Contaminaram tanto o solo
Que no canteiro já nada dá para plantar
 
Quando a semente é venenosa
Tudo ao seu redor acaba por envenenar
E até as plantas mais novas
O veneno acabam por sugar
 
Envenenaram tudo à sua volta
Devem ser urgentemente enxertadas
Leva-las para uma estufa segura
Pô-las longe das outras bem encerradas
 
Esta espécie de árvores
Que no BPN floresceu
Devem ser mantidas numa estufa
E estuda-las para ver como tudo aconteceu
 
Luís Pragana
12-11-2008
publicado por Lausinho às 11:02
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 3 de Novembro de 2008

Como enganei os portugueses

 

COMO ENGANEI OS PORTUGUESES
 
Consegui enganar estes artolas
Estavam muito fragilizados
Precisavam de mudança
E foram mais uma vez enganados
 
Coitados acreditaram em mim
Foi o seu maior pecado
Pouco a pouco tirei-lhes os direitos
E já estão quase depenados
 
Com promessas de trabalho
Que o meu governo impingiu
Consegui a maior taxa de desemprego
Como neste país nunca se viu
 
Milhares de empresas deram à sola
Novos empregos não foram lançados
O povão está miserável
Sente-se agora aldrabado
 
Mas tudo consegui subir
Até o desemprego aumentou
As bombas de combustível estão paradas
O pobre povo não aguentou
 
Tudo não passou de um engano
Com o meu palavreado os ludibriou
À três anos que ando a saca-los
No país só o capital sobrou
 
Mas agora arranjei maneira de com o resto acabar
Aos que não conseguem pagar vão ser ajudados
Assim os bancos que os depenaram
Ficam-lhes com as casas e passam a desalojados
 
Até as pequenas empresas
Que este país têm aguentado
Arranjei maneira de serem contempladas
Mas quando derem conta já está tudo acabado
 
E assim enganei o zé povo
Não passo pois de um charlatão
As promessas valem o que valem mas que culpa tenho eu
Se este povo vive numa ilusão
 
Luís Pragana
03-11-2008
 
publicado por Lausinho às 11:48
link do post | comentar | favorito

A burla do BPN

 

A BURLA DO BPN
 
O BPN
É o primeiro na hierarquia da vigarice
Já ultrapassou o BCP
Com tão grande trafulhice
 
Começa-se agora a saber
Onde estavam os maiores burlões
Para que servem as entidades reguladoras
Se levam cinco anos a tomar reacções
 
Há anos que se ouvia rumores
Só que o banco de Portugal não sabia
Foi preciso a derrocada
Para esta fraude vir ao luz do dia
 
Falam em 700 milhões
Mas isso ainda estamos para ver
O que os accionistas e os burlões
Terão ainda para dizer
 
Para haver uma falcatrua de tanto milhão
Neste cantinho que é Portugal
Os reguladores andavam a ler o livro do Saramago
E devem ter entrado no ensaio da Cegueira Total
 
Luís Pragana
03-11-2008
publicado por Lausinho às 11:48
link do post | comentar | favorito

mais sobre mim

Abril 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Sempre a assapar...

blogs SAPO

subscrever feeds